Total de visualizações de página

Pesquisar no Site

Projeto social conserta brinquedos para doar às crianças carentes

Compartilhe:


Júnior Mauad explica que não tem preço que paga pelo sorriso de uma criança


 “Existe um lugar encantando em que a magia atende pelo nome de solidariedade”. Assim o jornalista Marival Correia, um dos mais brilhantes profissionais do jornalismo rio-pretense, definiu, numa matéria escrita por ele em 2018, o barracão do empresário Junior Mauad, localizado nos fundos de uma chácara no bairro Quinta das Palmeiras em Cedral, que há quase uma década recupera brinquedos quebrados e os transformam novinhos em folha para a alegria das crianças.

O barracão funciona como se fosse uma espécie de "hospital dos brinquedos". Muitos carrinhos, bicicletas e caminhõezinhos chegam ali "adoentados" e sem condições de rodar. As bonecas aparecem bem “brincadas” com cabelos estragados, às vezes rabiscadas e até sem roupas. Mas aí passam pelas mãos habilidosas de quase 30 voluntários, gente que gosta do que faz. 

Para Júnior, não existe maior satisfação para ele e os voluntários que atuam no projeto, denominado de Ioiô, porque o ioiô, para quem não sabe, é um dos mais antigos brinquedos existentes no mundo e faz lembrar o projeto social desses voluntários de Cedral. Ele vai e volta para as mãos de quem o lança no chão. Assim são brinquedos que chegam ao Projeto. São doados. E doados novamente para as mãos de crianças carentes. O ioiô é constituído por dois discos, geralmente de plástico, madeira ou metal, unidos no centro por um eixo no qual prende-se um cordão. Jogando-o em direção ao chão, com o impulso ele sobe e a corda se enrola novamente.

Interessados em fazer doações e colaborar com o Projeto Ioiô pode entrar em contato com o Júnior pelo celular (17) 99716-0338.




Compartilhe:

Cedral

Postar um Comentário:

0 Comentários: